Bem vindo!

Bem vindo!Esta página está sendo criada para retransmitir as muitas informações que ao longo de anos de pesquisas coletei nesta Mesorregião Campo da Vertentes, do centro-sul mineiro, sobretudo na Microrregião de São João del-Rei, minha terra natal, um polo cultural. A cultura popular será o guia deste blog, que não tem finalidades político-partidárias nem lucrativas. Eventualmente temas da história, ecologia e ferrovias serão abordados. Espero que seu conteúdo possa ser útil como documentário das tradições a quantos queiram beber desta fonte e sirva de homenagem e reconhecimento aos nossos mestres do saber, que com grande esforço conservam seus grupos folclóricos, parte significativa de nosso patrimônio imaterial. No rodapé da página inseri link's muito importantes cuja leitura recomendo como essencial: a SALVAGUARDA DO FOLCLORE (da Unesco) e a CARTA DO FOLCLORE BRASILEIRO (da Comissão Nacional de Folclore). Este dois documentos são relevantes orientadores da folclorística. O material de textos, fotos e áudio-visuais que compõe este blog pertencem ao meu acervo, salvo indicação contrária. Ao utilizá-lo para pesquisas, favor respeitar as fontes autorais.


ULISSES PASSARELLI




sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Congo de Carrancas

A cidade de Carrancas está incluída na Mesorregião Campo das Vertentes, Microrregião de Lavras. Renomada por suas belezas naturais, sobretudo pelas cachoeiras da Serra de Carrancas, conta com uma guarda de congo, a "Congada Nossa Senhora do Rosário", que segue bem ao padrão dos outros congos das proximidades, como o de Itutinga, o de Nazareno e o de Ibituruna. Mas de especial observa-se o capitão em comando ao centro, munido de tamborim, e os soldados em duas alas tocando ganzás (reco-recos de bambu) dando ao terno um ritmo muito peculiar e notável aliás pelas movimentações agitadas dos dançantes. Também usam sanfona, caixa e cavaquinho.

AMATO (1996) informou que o terno de Carrancas foi fundado em 1949 pelo Sr. Sérgio Felipe dos Santos, então no distrito de Porto do Saco, em cuja capela fez os festejos. Ele era natural de Itutinga. Numa fotografia da década de oitenta impressa no livro desta autora se observa esta guarda em pose ao ser retratada, usando os dançantes capacetes semelhantes aos usados em Itutinga e Ibituruna, em vez dos atuais casquetes. Contudo, a presença dos reco-recos é marcante.

As fotografias abaixo registram algumas cenas desse grupo.  

Congo, Carrancas / MG, durante a Festa do Rosário nessa cidade. 
Capitão: Felipe dos Santos. 04/06/2006.  

Congo, Carrancas / MG, durante a Festa do Rosário nessa cidade. 
Capitão: Felipe dos Santos.26/09/2004



Referências Bibliográficas

AMATO, Marta. A Freguesia de Nossa Senhora da Conceição das Carrancas e sua História. São Paulo: Loyola, 1996. 288p.il. p.176-179.

Notas e Créditos

* Texto, acervo e fotografias : Ulisses Passarelli

Nenhum comentário:

Postar um comentário