Bem vindo!

Bem vindo!Esta página está sendo criada para retransmitir as muitas informações que ao longo de anos de pesquisas coletei nesta Mesorregião Campo da Vertentes, do centro-sul mineiro, sobretudo na Microrregião de São João del-Rei, minha terra natal, um polo cultural. A cultura popular será o guia deste blog, que não tem finalidades político-partidárias nem lucrativas. Eventualmente temas da história, ecologia e ferrovias serão abordados. Espero que seu conteúdo possa ser útil como documentário das tradições a quantos queiram beber desta fonte e sirva de homenagem e reconhecimento aos nossos mestres do saber, que com grande esforço conservam seus grupos folclóricos, parte significativa de nosso patrimônio imaterial. No rodapé da página inseri link's muito importantes cuja leitura recomendo como essencial: a SALVAGUARDA DO FOLCLORE (da Unesco) e a CARTA DO FOLCLORE BRASILEIRO (da Comissão Nacional de Folclore). Este dois documentos são relevantes orientadores da folclorística. O material de textos, fotos e áudio-visuais que compõe este blog pertencem ao meu acervo, salvo indicação contrária. Ao utilizá-lo para pesquisas, favor respeitar as fontes autorais.


ULISSES PASSARELLI




sexta-feira, 20 de maio de 2016

Cenas & Cenas - Festa do Divino 2016 - São João del-Rei

A santa balanceia no andor - parece que dança ao som dos tambores... 

Capitães do Moçambique Santa Efigênia, do Bairro São Geraldo, São João del-Rei
 - da esquerda para a direita, "Borracha", Tadeu e Danilo - tradição!

Flores e mais flores ornamentam o santuário para os festejos jubilares. 

Mastros e congadeiros - o mastro de aviso anuncia as datas limites do festejo. 

Congadeiros se reúnem na Igreja de Santa Terezinha para a formação do Cortejo Imperial. 

Congadeira da guarda de marujos de Dores de Campos. 

Ocasião de descanso... 

Coreografia do congado de Cláudio. 

O brilhante congado de Coronel Xavier Chaves. 

Senhoras observam a passagem dos marujos.  

Catupé de Ritápolis... 

... e de São João del-Rei, da Avenida Santos Dumont. 

Estandarte abre-alas, para cortejos e procissões. 

Congado de Resende Costa, um catupé com a bandeira de São Benedito. 

Senhor Rei, Senhora Rainha!

Ganzás tocados por congadeiros de Cláudio. 

Enfeites, adornos, penduricalhos, medalhas, cordões - o marujeiro se engalana para os festejos. 

Terno de Barroso  - presença fiel desde 1998.  

Moçambique de Passa Tempo -  responsabilidade por ser terno de pé de coroa. 

Crianças garantem o futuro do congado, como esta guarda de Cosme e Damião, de Resende Costa. 

O povo se aglomera para ver a chegada do Cortejo Imperial. 

Passa Tempo chega, levantando poeira - gungas retinem, a coroa chegou para a celebração. Apoteose!

Entrada da missa solene

O emérito Professor Abgar Tirado, desde longos anos um assíduo leitor sacro
das celebrações pentecostais - gratidão! 

O Divino olha por todos, para todos - pombinha argêntea do topo da coroa grande. 

O Imperador Eleito, Nelson Domingos de Abreu, acompanhado pela família,
adentra o Santuário para a coroação, sob a escolta dos Imperadores de anos anteriores.

Dom Célio de Oliveira Goulart, Revmo. Bispo Diocesano,
coroa o novo Imperador. O Mestre de Cerimônias acompanha e apoia. 

Imperador recém-coroado saúda aos fiéis; o Mestre de Cerimônias compartilha da alegria. 

Após a missa o povo acorre aos andores - veneração!

Nossa Senhora da Lapa - Mãe e Rainha!

Aos pés do Divino o coral lhe canta louvores!
Ao fim da celebração o povo vai à barraca para o lanche. 

Ao cair da noite inicia-se a procissão. 

Vista parcial da procissão evidenciando-se a liteira de Santo Antônio
e a multidão de fiéis que toma a Avenida Josué de Queiroz. 

Descida dos mastros - "Vem do céu, bandeira! vem do céu, bandeira!" - canta o Capitão...
Notas e Créditos

* Fotografias: Iago C.S. Passarelli
** Legendas e acervo: Ulisses Passarelli

Um comentário:

  1. Registro Maravilhoso que nos orgulha e encanta!!!
    Parabéns!!!!

    ResponderExcluir