Bem vindo!

Bem vindo!Esta página está sendo criada para retransmitir as muitas informações que ao longo de anos de pesquisas coletei nesta Mesorregião Campo da Vertentes, do centro-sul mineiro, sobretudo na Microrregião de São João del-Rei, minha terra natal, um polo cultural. A cultura popular será o guia deste blog, que não tem finalidades político-partidárias nem lucrativas. Eventualmente temas da história, ecologia e ferrovias serão abordados. Espero que seu conteúdo possa ser útil como documentário das tradições a quantos queiram beber desta fonte e sirva de homenagem e reconhecimento aos nossos mestres do saber, que com grande esforço conservam seus grupos folclóricos, parte significativa de nosso patrimônio imaterial. No rodapé da página inseri link's muito importantes cuja leitura recomendo como essencial: a SALVAGUARDA DO FOLCLORE (da Unesco) e a CARTA DO FOLCLORE BRASILEIRO (da Comissão Nacional de Folclore). Este dois documentos são relevantes orientadores da folclorística. O material de textos, fotos e áudio-visuais que compõe este blog pertencem ao meu acervo, salvo indicação contrária. Ao utilizá-lo para pesquisas, favor respeitar as fontes autorais.


ULISSES PASSARELLI




segunda-feira, 26 de março de 2018

Adeus, Mestre João Matias... Sua bênção!

São João del-Rei está bem mais triste hoje... perdemos o Mestre João Matias (João Batista do Nascimento), decano de nossas folias de Reis. Falecido no Domingo de Ramos, aos 94 anos, foi sepultado no Cemitério do Rosário, na tarde da Segunda-feira Santa, 26 de março de 2018, após a celebração de corpo presente na Catedral do Pilar.  

1- Mestre João Matias na Procissão do Imperador Perpétuo,
durante a Festa do Divino. 03/06/2017. 

Filho de Pedro Matias (Pedro Nolasco do Nascimento)que nomina uma rua do Bairro Guarda-Mor, onde morava João Matias) e Zezé (Maria José de Oliveira). Era natural de Conceição da Barra de Minas. Deixou família numerosa e honrada e uma vastidão de amigos e admiradores. Homem trabalhador, no sentido profundo da palavra, depois de múltiplas experiências na vida do campo e em serviços urbanos, ainda agora, em avançada idade, mas pleno de saúde e consciência, cuidava de seu sítio com muita dedicação, plantando e criando. 

2- Apresentação no Coreto Municipal Maestro João Cavalcante. 11/12/2013. 

A fé lhe movia, indubitavelmente. Membro da Confraria de Nossa Senhora do Rosário, não perdia as celebrações e procissões, sempre esbanjando disposição e simpatia. 

3- Apresentação no Memorial Dom Lucas. 10/12/2013. 

Não era apenas mais um folião ou mais um mestre da cultura popular. Matias foi uma referência neste campo da cultura, um baluarte. Começou jovem nas folias, no distrito de Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno, em 1947, onde tocou por vários anos. Em 1980 fundou sua própria folia no Bairro Guarda-mor em São João del-Rei. 

4- Ulisses Passarelli, João Matias e Affonso Furtado com as bandeiras do mestre. 27/01/2014. 

Tocando um violão, cantava com voz inconfundível entre nossas folias. Improvisava com facilidade. Sempre muito cortês, fazia versos de homenagem às pessoas assim, de repente. Não enjeitava apresentação ou encontro de folias de Reis, sempre muito ativo. Saía também com a folia de São Sebastião e então se notabilizou pelos longos anos que participou com seu grupo na festa deste taumaturgo na Catedral do Pilar, conquistando admiração dos sacerdotes, como o memorável Monsenhor Sebastião Raimundo de Paiva, que certa vez lhe ofertou um estandarte com a estampa deste santo. Matias gostava muito deste presente e fazia questão de frisar quem lhe havia dado. Igualmente saía com a folia do Divino e neste sentido, desde 1998, nunca faltou a uma festa do Espírito Santo no Santuário de Matosinhos. 

5- Folião Luthero Castorino coloca a faixa de mestre em João Matias. 18/02/2014. 

Outras vezes, quando era possível e oportuno, João Matias se fardava de bastião ou marungo, mascarado cômico que acompanha as folias de Reis, denotando sua versatilidade. 

Ao completar noventa anos de idade, recebeu homenagem pela Comissão do Divino, em Matosinhos, conforme já descrevemos em outra postagem (*). Naquela oportunidade recebeu também a condecoração de Mestre, ofertada pela instituição Casa de Santos Reis, graças ao iminente folclorista e estudioso das tradições reiseiras Affonso Furtado. 

6- Durante homenagem aos foliões, no Encontro de Folias de Reis do Largo de São Francisco,
ao lado do violeiro Chico Lobo e da organizadora Alzira Haddad. 28/12/2013. 

Em certa ocasião, alguns anos passados, acompanhamos Mestre Matias à vila de Paraíso (Piedade do Rio Grande), com a folia em viagem através do sul do município. Costumava ir lá e levava dentro da van muito alimento: arroz, feijão, carne, verduras, refrigerantes, etc. Lá deixava com uma senhora que de costume já os recebia. Ela fazia farto almoço. A folia visitou as casas dos lugar e foi absolutamente admirável a popularidade do Mestre em apreço. Parada para o almoço e retorno à atividade. Missão árdua mas compensadora em sua graça. Todo o alimento que sobrava e era muito, deixava por lá. 

7- Momentos antes da saída da Procissão do Imperador Perpétuo,
junto ao folieiro Marcos Antônio. 23/05/2015. 

Hoje, seu sepultamento foi algo muito tocante. No Velório do Rosário, lotado, apareceram seus folieiros além de membros das outras folias da cidade, inclusive vários outros mestres para render-lhe a homenagem. Se irmanaram todos numa folia só e cantaram sua despedida muito emocionante. Os foliões Luís Rosa e Luthéro Castorino puxaram a cantoria, com muita habilidade. 

A partida do Sr. João Matias deixa um vazio... Já se preparava para a presença no Encontro da Cultura Popular no distrito do Caquende em abril e a para a Festa do Divino em maio. Como será difícil sem ele! Perda humana inestimável. 

Ao fim da encomendação de sua alma, o celebrante, Padre Álisson Sacramento, deixou o recado bem claro: "Não deixem a folia parar! É muito bonito e importante. Ele gostava demais!"

8- Adeus, Mestre João Matias... Sua bênção!  (**)

Notas e Créditos

* Para saber mais a respeito leia a seguinte postagem clicando neste link:
NOVENTA ANOS DE UM GRANDE FOLIÃO
** Fotografia durante a Festa de Nossa Senhora da Boa Morte, 15/08/2014. 
***Texto: Ulisses Passarelli
**** Fotografias: 2 e 3 - Ulisses Passarelli; demais fotografias - Iago C.S. Passarelli

Um comentário: